Header Ads

Anuncie aqui, Aqui todo mundo ver!

Calote oficializado! Aumento para servidor e descartado, mas, Rollemberg espera ser reeleito.

Secretaria de Planejamento, Leanny Lemos, apresenta balanço do governo do Distrito Federal 


Em coletiva de imprensa, realizado nesta terça-feira (02/01), a Secretária de Planejamento apresentou o balanço dos 3 anos de governo de Rodrigo Rollemberg.
Ancorada em números e estatísticas fictícias afirmou que 90% das "promessas" de campanha na área de saúde foram cumpridas! Sim, é isso mesmo. Segundo a gestora, ROLLEMBERG está mandando muito bem na área de saúde. Quase bateu a meta de 100%...
Ela desconsidera o fato de que o governo nesse curto espaço de tempo teve 3 secretários de saúde! Além de um que desistiu antes de assumir... E tudo isso foi dito enquanto a imprensa também noticiava a decisão covarde de "cortar" o transporte de muitos pacientes renais.


Quais metas foram cumpridas na saúde? Os servidores continua com déficit, insumos, medicamentos, leitos de UTI, leitos gerais, pediatrias fechadas, vários serviços desativados, transplantes praticamente inexistentes, saúde mental abandonada, falta de equipamentos e manutenção, prédios depredados (com pacientes tomando banhos gelados, sem vasos sanitários, pias e etc.), cirurgias suspensas por falta de roupas, fios de sutura, medicamentos básicos, e etc.
O que melhorou? O CONVERTE? Programa inspirado no modelo britânico, para inglês ver...  Equipes incompletas e desmonte dos serviços de ações básicas marcam essa iniciativa mal planejada e mal executada!

E o SAMU? Durante 3 anos, as equipes se desdobram para atender às demandas com baixo efetivo e ambulâncias sucateadas. Agora, anuncia com pompa e circunstância, a aquisição de 23 novas viaturas. Mas, ao mesmo tempo que adquire o bem móvel, desqualifica os seus condutores como "desnecessários". E, como se não bastasse institucionaliza, via portaria, o desvio de função dos técnicos em enfermagem, para que esses passem a conduzir as ambulâncias. Segundo Rollemberg, a população ganha. O mesmo servidor que presta o socorro poderá dirigir... Alguém imagina a cena surreal de o técnico dirigindo com uma mão e atendendo o paciente com a outra? Se tudo der certo, o paciente muda a marcha, enquanto o técnico dirige... Bizarro!

Essa é a saúde que cumpriu em 90% as suas metas, segundo o governador! E não foi diferente para as outras áreas.
E, como cereja do bolo, o "grand finale" da coletiva, o governo pisa e tripudia em cima dos servidores, afirmando que, apesar de os aumentos e incorporações serem legítimos e previstos em lei, eles NÃO irão pagar!
Brasília, pede SOCORRO! Agora e hora da MUDANÇA!


Imagens: Google 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.