Header Ads

Image and video hosting by TinyPic

Secretaria descarta o segundo caso suspeito de febre amarela em Goiás


O segundo caso suspeito de febre amarela em Goiás foi descartado. A possibilidade era investigada pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal já que o paciente de 58 anos morreu no Hospital Regional de Santa Maria. A vítima morava em Luziânia, cidade goiana do Entorno do DF. Um novo teste será feito para definir a causa da morte.

Esse é o segundo caso de febre amarela descartado em Goiás. O outro era o de uma gestante, de 34 anos, que chegou a ser internada em um hospital de Novo Gama, no Entorno do DF.

A Secretaria Estadual de Saúde analisa um terceiro caso suspeito de febre amarela, que foi registrado em Piranhas, no norte de Goiás. Trata-se de um andarilho que passou por Minas Gerais, estado que enfrenta um surto da doença, e apresentou sintomas da febre amarela. O primeiro exame dele deu negativo, mas a superintendência ainda espera o resultado da contraprova.

Moradores voltam a reclamar da falta de vacina em unidades de saúde de Goiás. “Já levei meus filhos para tomar e tenho que ir lá também. É perigoso, tem que prevenir”, disse a cabeleireira Ana Paula dos Cantos.
A SES informou que vai reforçar o estoque no estado com 80 mil doses.  Além disso, segundo a Superintendência de Vigilância em Saúde de Goiás, 93% da população goiana já foi vacinada.

"Quem tomou duas doses de vacina ao longo da vida não tem que se preocupar, está imunizadas. Agora a preocupações é justamente com aquela pequena parcela da população que ainda não vacinou", disse a gerente em Vigilância Epidemiológica, Magna Maria de Carvalho.



 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.