Header Ads

Anuncie aqui, Aqui todo mundo ver!

Pai de Mc Melody recua após ameaças na internet


O pai diz que se arrepende de fotos e vídeos sensuais da menina, de apenas 8 anos

Nas últimas semanas, a pequena cantora MC Melody, de apenas 8 anos de idade, tem causado polêmica nas redes sociais. Isso porque a minifunkeira foi gravada dançando músicas com clara conotação sexual. Em um dos vídeos da menina, é possível acompanhá-la fazendo o famoso “quadradinho”, coreografia sensual em que ela fica de costas para o público. Tudo com a presença e consentimento do pai.
Os usuários das redes sociais, principalmente do Facebook, se manifestaram contra a divulgação dos vídeos e de fotos em que a pequena aparece em poses bastante provocantes e sensuais para uma criança da sua idade.
MC Melody 2
Foto: Reprodução

MC Melody
Foto: Reprodução

Para piorar a situação, o pai de Melody, Thiago Abreu, o “MC Belinho” sempre apoiou a “carreira” da filha no funk, e chegou a gravar um vídeo chamando os críticos de “recalcados” por não terem o sucesso e nem ganharem a quantidade de dinheiro que a garota arrecada em suas apresentações, que ele sempre afirmou acontecerem em matinês.
Antes da enxurrada de reclamações, Belinho se mostrava irredutível com a possibilidade de mudar as atitudes da menina. Após várias ameaças de denúncias contra ele, o músico agora reconhece que “pode” ter tomado posições equivocadas na divulgação da imagem de Melody.
Em novo vídeo, Belinho anunciou que a filha não aparecerá mais cantando músicas com letras inadequadas para sua idade, disse também que a menina não usará mais roupas provocantes.
Ao ser entrevistado pelo portal ‘R7′, ele diz reconhecer que teve postura errada: “Fui imprudente ao permitir que minha filha aparecesse em meu show e fizesse aquela apresentação. Mas eu jamais imaginava que veriam aquela dança com maldade ou como incentivo à pedofilia. Eu amo minha filha. Jamais colocaria ela em uma situação assim conscientemente”.
O internauta Renato Oliveira, conhecido por apoiar Jair Bolsonaro durante o programa de Jô Soares, gravou um vídeo e criou uma campanha para que a menina não fosse mais exposta dessa forma: “Luto pelo fim da erotização infantil. A Melody serve como exemplo para essa campanha. Dizer que o que ela faz é inocente é uma maneira de relativizar a pedofilia. Basta ver os comentários de alguns maníacos na página dela. É revoltante”.
Na época, Belinho disse que Renato estava querendo se promover por meio da imagem da garota: “A cidade está cheia de crianças abandonadas. Minhas filhas são bem criadas, têm de tudo. O Renato quer se promover em cima do nosso sucesso e denegrir o funk”.
Risco de perder a guarda de Melody
Durante entrevista, o especialista em guarda do menor, João Miguel Gava Filho, afirmou que “é inaceitável uma criança de oito anos cantar e dançar músicas repletas de sensualidade. Um menor de idade pode exercer função artística, desde que não contrarie os valores familiares estabelecidos na Constituição Federal. Direito não diz respeito apenas à lei. Ele integra valores e bons costumes também”.
O especialista disse que a conduta do pai contraria os preceitos legais. Com isso, Belinho poderia correr o risco de perder a guarda da filha: “Ao meu ver, ele não é apto para exercer o papel de pai. E também é difícil acreditar que Belinho não age por impulsos financeiros. Se isso fosse provado, agravaria a situação e poderia colocá-lo na condição de explorador de menores”.
Belinho, em seu primeiro vídeo falando sobre a polêmica, afirmou que sustenta as duas filhas apenas com o que ganha como funkeiro. Ele ainda disse ser uma mentira as pessoas falarem que ele usa a filha para obter lucro pessoal: “Ela faz apenas shows em matinês e são poucos, porque o foco dela no momento é estudar. Nem pensamos em dinheiro. Deixo Melody cantar apenas porque ela é fã de Anitta e quer ser igual a ela”.

Fonte: www.dm.com.br

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.